Como arrumar a casa toda em uma hora

em 31 outubro, 2016

Hoje é dia da Dona de Casa ! Você sabia disso ? No dia 31 de outubro é comemorado o dia da dona de casa, por esse motivo resolvi compartilhar com vocês um cronograma bem simples de como arrumar a casa toda em uma hora. Na verdade , eu criei esse cronograma de acordo com as necessidades da minha casa e de acordo com tempo que tenho disponível para isso, pelo menos uma vez ao dia.

Nós donas de casa nos deparamos todos os dias em manter a casa em ordem , ou pelo menos funcional , para que o nosso dia não se torne um caos. Na verdade , eu confesso que não fico bem quando está tudo fora do lugar , bagunçado e sujo.

A proposta de hoje, não é "faxinão". Veja bem , é apenas como arrumar a casa toda em uma hora. Ou seja, organização detalhada e limpeza pesada , ficará para outro dia. Aliás aqui no blog tem uma série completa sobre Ordem na Casa. Clique aqui , para conferir o post inicial dessa série.

Eu criei essa rotina a pouco tempo atrás. Sempre gostei de tudo muito limpo e organizado , mas de um ano para cá, com a chegada da minha segunda filha e sem ajudante, cheguei a conclusão que eu teria que me organizar, aceitar a situação e não me cobrar muito, fazendo o básico para garantir o mínimo de bem estar para todos os integrantes da família.

Como arrumar a casa toda em uma hora


Então , vamos ao esquema que montei para você conseguir arrumar a casa toda em uma hora. Lembrando que esse tempo eu gasto aqui em casa , sendo três quartos, sala, cozinha, banheiro e quintal , pois tenho animal de estimação.

Primeiro de tudo , você deve separar o trabalho em duas etapas. São elas: Organização e limpeza. Comece sempre pelo mais demorado, que normalmente é a cozinha. Lave toda a louça, limpe o fogão, coloque cada coisa em seu lugar e passe um paninho com desengordurante nos armários, balções , pia e geladeira. ( Deixando o chão para o fim).

imagem livre de diretos autorais

imagem livre de direitos autorais

Depois , vá para o banheiro, recolha todo o lixo , troque as toalhas e lave apenas o vaso sanitário e pia se necessário. Tente gastar no máximo 15 minutos aqui.

imagem livre de direitos autorais


Em seguida, vá para os quartos, faça as camas e recolha tudo que estiver fora do lugar, como sapatos, bolsas e roupas. Deixe para dobrar e guardar as roupas, depois de ter arrumado tudo, essa tarefa normalmente gasta bastante tempo.

imagem livre de direitos autorais 

Na sala e demais cômodos , segue o mesmo padrão, coloque cada coisa em seu devido lugar, passando um espanador ou pano sobre os móveis, apenas para tirar o pó mais aparente. Agora falta pouco para você terminar de arrumar a casa toda em uma hora.

Agora que  a casa toda está em ordem , você pode começar com a limpeza básica, que se resume em vassoura e pano úmido na casa toda. Como falei no início eu tenho cachorro e tenho que limpar o quintal depois de todo esse processo. Mas se você mora em apartamento , talvez esse cronograma poderá te ajudar.

Depois de tudo pronto, finalize as roupas dobrando e guardando tudo no lugar, guarde a louça pois se estiver calor a essa altura já secou sozinha no escorredor e coloque roupa na máquina de lavar. (Se tiver roupa suja)
imagem livre de direitos autorais 

Seguindo esse padrão, você conseguirá manter a sua casa com o mínimo de ordem , conforto e funcionalidade para você e sua família. Sem aquela sensação que serviço doméstico nunca termina. O que não é mentira, mas temos que estabelecer limites para nós mesmas , caso contrário a gente acaba se tornando prisioneira da casa. Eu já me senti muito assim, atualmente faço limpeza pesada realmente quando sobra um tempo, ou acabo chamando uma pessoa que me salva de vez em quando.

E por aí como é a sua rotina para arrumar a casa ? Me conte comentando abaixo do post. E se você gostou da dica de hoje, compartilhe com as amigas, vizinhas e dindas... E feliz dia da Dona de Casa !!! Na verdade todo dia é o nosso dia, não é mesmo ???


Até a próxima


Siga também as redes sociais 








Adaptação escolar - Como foi por aqui e dicas que podem te ajudar

em 27 outubro, 2016

Hoje quero dividir com vocês como foi a adaptação escolar da Manuela, minha filha mais nova. Ela nasceu em 31/07/2015, e naquela situação eu estava terminando a faculdade e 100% mãe e dona de casa. 

Assim que ela nasceu, comecei a pensar na possibilidade dela ir para a escolinha logo que completasse um aninho. (Sério, já pensava nisso, pois foi muito difícil para mim). O tempo passou e esse dia chegou para nós. Em 31/07/16 ela completou seu primeiro ano e em 01/08/16 iniciou na creche por meio período. Um detalhe importante, eu já tinha feito a inscrição uns dois meses antes.

Nesse dia meu coração parecia que ia explodir. Quantas coisas passaram pela minha cabeça. Será que vai sofrer ? Vão judiar dela ? Será que ela vai comer ? brincar ? se adaptar ? ficar doente ? Em fim , cabeça de mãe vai a mil por hora nessas situações.

E a resposta para todas essas perguntas não vieram no outro dia. E sim com o tempo. A adaptação dela foi muito bem feita e gradativa. No primeiro dia ela ficou apenas uma hora, e foi acrescentando uma hora a cada dia. Ou seja, na sexta-feira daquela semana ela ficou das 7:00 horas da manhã até 12:00 horas.

Na semana seguinte a professora sugeriu que ela já ficasse até as 13:30 horas. Que seria o horário oficial que ela iria fazer. Eu aceitei, e fiquei observando tudo. Como eu ainda não estava trabalhando fora, preferi assistir de camarote essa adaptação. E quer saber ? Foi a melhor coisa que fiz. 

Tinha dias que a notícia é que ela tinha chorado na hora do soninho, outras vezes não quis comer. Foi muito difícil para mim ouvir essas coisas das professoras. Mas no fundo eu sabia que aquilo tudo era só um processo, e logo tudo passaria.

Hoje já se passaram dois meses e alguns dias. E gente , surpreendentemente, ela já está adaptada. Ao chegar na creche pela manhã, entra com tudo na sala que não olha nem para trás. É reconfortante demais saber que seu filho está bem cuidado e feliz. Ela é super apegada com uma das professoras e isso para mim soa bom sinal.


Adaptação escolar


Separei algumas dicas baseado na minha experiência para dividir com vocês. E a primeira delas é : 

- Esteja totalmente segura com a sua decisão: Dizem que os filhos , principalmente os bebês sentem as energias da mãe , da casa, de tudo. Por isso é importante que você esteja segura com a sua decisão. Sua postura, positiva e confiante vai ser transmitida para seu filho de forma que ele receberá a novidade com mais leveza.

- Escolha a escola/creche com antecedência : Na hora de escolher a escola, observe alguns itens importantes. Como por exemplo distância da casa para a escola, defina em família quem vai levar ou buscar, observe também a estrutura física do local, quantas crianças tem para cada professor, cardápio e plano pedagógico também são coisas a serem consideradas.

- Se possível assista a adaptação por um mês ou mais: Se você pretende colocar seu bebê na escola/creche para voltar ao trabalho, faça isso com antecedência. Sei que é difícil se "desapegar" um pouco do bebê. Mas acredite, vai ser melhor para ambos. Conforme os dias forem passando suas inseguranças de mãe, gradativamente vão sendo amenizadas, pode acreditar. E quando chegar o dia de voltar ao trabalho, você mesma já estará confortável com a atual rotina do bebê.

- Não desista na primeira dificuldade: Resolvi colocar esse item , pois já aconteceu comigo quanto tive o meu filho mais velho. Fiz tudo no susto, (não tinha experiência) , não me planejei em nada, e nem pensei nas dificuldades que poderiam ocorrer na escola. Então na primeira dificuldade, desisti de tudo e resolvi ser somente mãe. Não me arrependo, pois pude curtir as melhores fases do primeiro ano dele. Mas em contra partida , um pouco de mim deixou de existir por um tempo. Foi muito difícil voltar a trabalhar , e atualmente estou trabalhando alguns dias da semana. Falei isso nesse POST. Então minha dica é: Não desista na primeira dificuldade. Seu filho pode chorar no começo, ficar doentinho , mas tudo isso vai passar , é só uma questão de dar tempo ao tempo.

- Seja parceira das professoras: Outra coisa importante , é que a escola será a extensão da sua casa. Então as professoras não são bruxas que estão prontas para judiar do seu filho. E sim profissionais capacitadas que vão saber conduzir as diversas situações que vão aparecer. Claro, é bom que você tenha alguma referência da escola, assim sua confiança nas professoras e na equipe escolar, será maior.

E por último : 

- Confie nos seus instintos: Quem é mãe sabe quando o seu filho está bem. Eles demostram através do comportamento. Fique atenta se seu filho estiver agitado demais, sem dormir direito, sem apetite ou qualquer outro sinal que esteja aparente. Se persistir , aí sim , tente conversar com as professoras para saber como está a rotina na escola.

 E sobre as questões iniciais sobre adaptação a resposta é SIM. Eles choram , não entendem a situação, ficam doentinhos , mas no fim , sim , brincam muito e se adaptam. E você vai ter a sensação de que fez uma boa escolha.






Espero que tenham gostado !!! 


Até mais ! 





Tênis Klin Ortopédico - Usamos e recomendo #Repost

em 24 outubro, 2016

Bom dia , hoje eu vou deixar uma dica para as mães de bebezinhos que estão começando a andar.Todas nós sabemos que quando os nossos bebês começam a andar o que eles mais querem é se sentir seguros. Um certo dia andando em uma loja o meu marido encontrou um tênis da marca Klin , observou e disse : " Olha esse que legal , é molinho e a ponta é levantada para cima , vamos levá-lo ? " Não dei muita importância para esses detalhes , mas vi que era confortável e tinha um preço bacana , então levei.
Passado uns meses uma vizinha disse que o filho dela tinha um tênis igual e que foi recomendação do pediatra do filho dela. Fiquei tão feliz , pois o Samuel já estava usando o dele já tinha uns meses. Conclusão,  comprei mais um par esse final de semana. Uma observação : Eu não tinha experiência nenhuma em comprar calçados para bebezões.



Vejam o que a empresa promete :

Tênis klin ortopédico


1-Respiração dos pés e transpiração interna do calçado

2-Leveza do calçado ( realmente é bem leve )

3-Calçados que não fazem bolhas

4-fôrmas e palmilhas anatônicas

5-Altura ideal dos calçados e saltos permitidos

6-Solados flexíveis e com "anda" (elevações no bico e na parte traseira do calçado )

7-Sistema de Pronação : A Klin desenvolveu um sistema capaz de eliminar as áreas que dificultam a acomodação natural do pé. Além de proporcionar mais conforto,essa tecnologia favorece um caminhar correto logo nos primeiros passos.

Dica do fabricante : 

Para os bebês nos primeiros meses de vida as mamães buscam sapatinhos de lã ou de tecidos moles, apenas com o intuito de aquecer o pé da criança. Por volta dos 12 meses é preciso investir em calçados com solado, que ajudem o bebê a andar. O ideal são aqueles calçados com a palmilha em forma plana, pois evita deformidade e possíveis danos aos pés. Na fase em que a criança está aprendendo a andar o risco de lesões é grande caso o calçado não forneça segurança para os pezinhos. Então é importante que os calçados infantis tenham o calcanhar firme, se ajustem perfeitamente nos pés, além de sistemas antiderrapagens. Quando as crianças já aprenderam a andar entram na fase de viver correndo, pois possuem muita energia. E, para garantir o conforto e segurança nos pés, é preciso que o calçado tenha um bom sistema de amortecimento de impacto, o material precisa ser leve e resistente, além do sistema antiderrapagem (mencionado no tópico acima). Na escolha do calçado para meninas, lembre-se que o salto não pode passar dos dois centímetros. Antes de colocar o calçado na criança, não se esqueça de avaliar o local que ela estará: no parque, no shopping, em casa, na escola. É importante que os calçados infantis sejam compatíveis com o ambiente para que a criança sinta segurança na hora de caminhar ou fazer as brincadeiras.  (trecho extraído do site da klin) 



E aí gostaram ? Alguém mais já usa esse calçado no seu bebê ?










Bolo de milho cremoso com leite condensado

em 20 outubro, 2016

Se tem uma coisa que adoro , são essas receitas fáceis e rápidas de se preparar. A receita de hoje , é muito prática e salva o seu café da tarde, além de surpreender aquelas visitas que as vezes chegam de surpresa !!! Então sem mais conversa , vamos lá !!! 

Prato: Bolo de milho cremoso com leite condensado: 

Ingredientes: 

- 1 lata de milho verde sem água

- 4 ovos 

- 1 lata de leite condensado

- 1 colher (sopa) de manteiga

- 3 colheres (chá) de fermento em pó

- 100g de coco ralado úmido e adoçado

Modo de preparo:

Bata todos os ingredientes no liquidificador e asse em forma de cone untada com o forno a 180º de 30 a 40 minutos. Espete o palito e se sair sequinho , já está pronto.


Bolo de milho cremoso com leite condensado



Gente , fica sensacional !!! Ele desmancha na boca, para os amantes do milho, como eu , não tem coisa mais gostosa !!! 

Fica a dica, prepare o seu , e vem me contar se gostou !!! 

Até a próxima !!! 



Siga as redes sociais: 







Um lugar chamado Caçandoca

em 11 outubro, 2016

No último final de semana, programamos um passeio em família em Caraguatatuba. Para saber como foi, clique aqui. Ficamos hospedados em Caraguatatuba e no domingo resolvemos conhecer uma praia que o dono da pousada nos sugeriu. A praia do Caçandoca. Um paraíso escondido, rodeado de beleza natural e história.


Praia da Caçandoca - Ubatuba


A praia fica uns 15km da pousada onde estávamos. Mas valeu demais a pena , ter ido até lá. O acesso a esta praia é feito por uma estrada de terra a partir da rodovia SP-55, entre os kilômetros 77 e 78. A distância até a praia é em torno de 6 km com muitas curvas.


Praia da Caçandoca - Ubatuba
Esse gosta de aventura !!!
Durante o trajeto , que é uma estrada de terra a paisagem natural e pouco explorada, vai mostrando toda a sua beleza !


Praia da Caçandoca - Ubatuba



Praia da Caçandoca - Ubatuba



Praia da Caçandoca - Ubatuba



Praia da Caçandoca - Ubatuba


Quando chegamos na praia nos demos conta de que estávamos bem escondidos da cidade. A praia é rodeada de morros e montanhas, que deixam o visual ainda mais espetacular. Sem contar o descampado verde que avistamos assim que chegamos !!!

Praia da Caçandoca - Ubatuba



Praia da Caçandoca - Ubatuba



Conheça um pouco da história desse lugar !!! 




Comunidade Quilombola da Caçandoca

Esta comunidade fica localizada em Ubatuba, na Serra da Caçandoca ­área tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arquitetônico e Artístico - Condephat, através da Portaria n° 40, de 6/06/85, tendo sido o seu território reconhecido e demarcado pelo ITESP com 890 hectares.

Historicamente, o território da comunidade foi ocupado em meados do século XIX por uma fazenda de café e um engenho de açúcar, estabelecidos e desenvolvidos com base no trabalho escravo. Após a abolição da escravatura, surgiram vários herdeiros da terra, constituídos pelos filhos e netos, legítimos e espúrios, do antigo proprietário, os quais, juntamente com ex-escravos, tornaram-­se os legítimos possuidores da antiga fazenda.

O território ocupado pelos quilombolas é hoje identificado pelos nomes das diversas localidades que compõem a área pertencente à comunidade: Praia do Pulso; Caçandoca; Caçandoquinha; Bairro Alto; Saco da Raposa; São Lourenço; Saco do Morcego; Saco da Banana e a Praia do Simão. Nestes lugares surgiram os ­núcleos habitacionais que mantêm relações entre si e se constituíram como base na mesma unidade etno-cultural.

Até os anos 60, existiam na área por volta de 70 famílias e uma população de 800 indivíduos, que viviam em conformidade com o modo de vida antigo da comunidade, produzindo para a subsistência, praticando a pesca, fabricando a farinha e cultivando a banana, que se tornou a principal fonte de renda da comunidade.
imagem daqui




Uma prática agrícola comum entre os quilombolas da região era “o pousio da terra”, que consistia na abertura de clareiras na floresta e na plantação e que, depois, era deixada em repouso para que a terra pudesse recuperar seus nutrientes. ­O mutirão, chamado entre os caçandocas de "pitirão e ajutório”, era realizado nos trabalhos da roça, na construção das casas e no fabrico das canoas. Após o término dos trabalhos, realizava-se a “função”, que consistia no oferecimento de ­ comida e bebida pelo beneficiado e que era consumida pelos colaboradores em meio a uma dança chamada "bate-pé".

Na roça dos antigos caçandocas cultiva-se a mandioca, matéria-prima da farinha, principal produto da comunidade, e outros produtos, tais como feijão, arroz e cana, produzindo-se com esta última aguardente e rapadura e, também, o milho. Dentre as frutas, a banana ocupava o primeiro lugar, seguida pela laranja. A caça e a pesca eram práticas importantes para a dieta alimentar dos quilombolas. O prato preferido pela comunidade era o azul-marinho, feito com peixe cozido e banana verde.

As habitações eram de pau-a-pique e cobertas com sapé. O tratamento da saúde era feito à base das plantas medicinais e de acordo com os conhecimentos tradicionais da comunidade.As festas religiosas constituíam práticas culturais que unificavam a comunidade, transmitidas de uma geração para outra conforme a tradição, tais como as festas de São Benedito, Nossa Senhora do Carmo e São Gonçalo, sobressaindo-se entre estas a Festa do Divino.

A economia sustentava-se no excedente da produção para subsistência, que era comercializado nas cidades, às quais se acessava por via marítima, através de canoas a remo, nas quais também se transportavam os produtos adquiridos na cidade, tais como querosene, sal, ferramentas, pólvora, carne seca, tamancos e tecidos.

Após a construção da BR-l01, as terras da comunidade foram muito valorizadas, passando a ser objeto da cobiça dos especuladores imobiliários que se utilizaram de todos os meios para expulsar os antigos moradores de suas terras, desde ações judiciais, compras e indenizações, até violência física, não sendo incomum a prática de crimes, destruição de igrejas e o incêndio de habitações. 
Grande parte da população deixou a comunidade, permanecendo no local apenas 19 famílias que resistiram às pressões e conquistaram o reconhecimento oficial de que as terras pertencem à comunidade. 

Fonte:Litoral Norte de São Paulo. Secretaria de Estado do Meio Ambiente, coordenadoria de Planejamento Ambiental Estratégico e Educação Ambiental. São Paulo: SMA/CPLA, 2005.

Conheça um pouco mais vendo esses vídeos:







Histórias de superação e força fazem parte desse povo guerreiro, que merece todo nosso respeito.


Depois dessa aula de história , a gente também curtiu um pouco a praia. Olha só !!! 


Praia da Caçandoca - Ubatuba



Praia da Caçandoca - Ubatuba
repare nas águas cristalinas



Praia da Caçandoca - Ubatuba




Praia da Caçandoca - Ubatuba




Praia da Caçandoca - Ubatuba



Espero voltar logo para esse paraíso mais que especial !

Espero que tenham gostado !


Siga as redes sociais

FACEBOOK

INSTAGRAM

Caraguatatuba com crianças - Dica de hospedagem

em 10 outubro, 2016

No último final de semana, fizemos um passeio super legal. Fomos para Caraguatatuba em família. Eu, o marido, filhos, cunhados e sobrinha. Planejamos com uns quinze dias de antecedência para que tudo desse certo. E deu ! 

Viajar com crianças nem sempre é fácil, ainda mais quando se tem uma bebezinha linda de um ano e três meses e um garotão de cinco anos. Pensando nisso, resolvi procurar uma pousada que tivesse uma estrutura de cozinha. Sempre que vou para lá, fico em um hotel colônia de férias, então as refeições são servidas pelo restaurante da colônia. Quando temos crianças maiores que já comem de tudo é a melhor opção, pois sem a preocupação de cozinhar a gente consegue aproveitar um pouco mais. Já vivi essa experiência com o Samuel em 2014. E foi sensacional. Aproveitamos bastante. Mas desta vez alugamos duas unidades do chalé. Um para mim e outro para minha cunhada.

Pensei em ter liberdade para fazer um café , comer a hora que der fome e principalmente preparar alguma refeição para minha bebê. Então , encontrei no site CasaFérias uma pousada que valeu muito a pena. É o "Chalé do tio Beto". Localizado na praia de Massaguaçú o chalé possui cozinha equipada com fogão , geladeira e utensílios básicos. E quer saber ? Viajando com crianças , cozinha é vida gente !!! Sabe aqueles bebês que acordam a noite e tomam mamadeira ? Ou aquele chazinho que você não abre mão de tomar antes de dormir ? 

Além da cozinha , o chalé conta com estacionamento e churrasqueira. É bem simples , porém seguro e confortável. E o preço foi bem camarada. Posso acrescentar que o chalé está bem localizado, fácil acesso para várias praias e está perto dos comércios locais, como padaria, farmácia e mercadinho. Ao final do post vou deixar o contato para quem tiver interesse.

Então chega de conversa , e vem ver como foi esse passeio! 



O papai já na cozinha, assim que chegamos ! 


O Samuel parece que nunca dormiu em beliche, e nunca mesmo ! 


O dia amanheceu e começou a aventura !!! 

Escolhemos a "Prainha" para ficar e aproveitamos para subir na "Pedra do Jacaré"


Trilha pequena para chegar na Pedra do Jacaré 



Já no topo da Pedra do Jacaré







Essa é a turma do bem !!! 



 Agora vem a parte do que fizemos lá em baixo


O Samuel fez uma tatuagem igual a do pai, só que foi no braço



Manuela brincando com prima Bianca













No almoço comemos churrasco e domingo meu cunhado que vive inventando na cozinha fez um camarão a dore com toques de Masterchef !!!



 Para saber mais sobre o chalé acesse :  Chalés do Tio Beto 



Fique de olho aqui no blog. O próximo post vai vir recheado de aventura , beleza e história.



Siga as redes sociais 











Dica de livro para colorir - Editora Pé da Letra

Ganhamos de presente da vovó , uma joia de livro para colorir. Quem me acompanha sabe que somos fãs das artes aqui em casa. E claro, não pode faltar um bom caderno de atividade para distrair , acalmar e estimular a criatividade do seu pequeno artista.

A editora pé da letra tem uma coleção incrível de livros para colorir. Além desse que ganhamos ( 365 Desenhos para meninos)  , a empresa lançou "365 Desenhos para meninas" ,  "365 Desenhos Bíblicos", " 365 Atividades Bíblicas ". 

365 Desenhos para meninos Editora Pé da Letra


Minha dica é que vocês não fiquem presos somente a pintura com lápis de cor ou giz de cera. Use tintas, corte papel crepom enrole em bolinhas e cole nos desenhos. Use purpurinas, lantejoulas , palitos de sorvete, cola colorida entre outros materiais. As crianças adoram. Pelo menos aqui em casa costuma funcionar muito bem.

Já iniciamos as atividades aqui no caderno em 20/09/16. A meta é pintar um desenho por dia. Será que conseguiremos ? 

365 Desenhos para meninos Editora Pé da Letra



Espero que tenham gostado da dica de hoje ! 





Mulher em primeiro lugar de Kathryn Sansone - Resenha de livro

em 03 outubro, 2016

Adoro falar dos livros que leio. E hoje trago uma dica de leitura muito bacana da escritora norte americana Katryn Sansone. 

Uma mulher mãe de dez filhos,( sim você leu certo,dez filhos) que aprendeu na prática que para se tornar uma mãe melhor , precisava aprender a priorizar suas próprias necessidades antes de assumir suas responsabilidades como mãe , esposa e dona de casa.

Em uma linguagem muito simples o livro é divido em categorias , os quais a autora vai contando suas experiências, dificuldades e como conseguiu superá-las. É surpreendente a leitura, pois mesmo que você tenha somente um filho,(como era o meu caso na época) dá para se identificar , com certeza.

Cada capítulo do livro , traz um conteúdo e uma realidade incrível , das quais muitas de nós mulheres , enfrentamos no dia a dia. Eu considero essa obra, quase um manual para mães, mulheres e esposas. 

"Ninguém espera que as mães tenham superpoderes, a não ser elas próprias. A verdade é que as mães precisam se livrar das expectativas irreais e pedir ajuda" ( SANSONE, p.34)

Outra parte do livro que gosto bastante, leva o subtítulo " A perfeição não existe " E nos leva a refletir de como nos cobramos o tempo todo, até descobrirmos que a pressão que sentimos , vem de nós mesmas.

Mulher em primeiro lugar de Kathryn Sansone


Kathryn relata suas experiências ao longo do livro como mãe , esposa e atleta. Sim , ela treina e destaca a importância do amor próprio e ainda  sugere que as mulheres regatem suas atividades que antes lhe davam prazer. Não precisa , necessariamente ser ginástica. Cada mulher deve se auto avaliar, descobrir o que gosta e colocar em prática.

Veja algumas dicas da escritora para alcançar mais equílibrio no seu dia a dia:

Parte 1 - Sua individualidade 

- Reserve um tempo para si mesma

- Cultive sua essência espiritual

- Administre seu tempo

- Crie um lar confortável e acolhedor

- Relaxar é fundamental

- Mantenha - se em dia com o básico de beleza

Parte 2 - Seu casamento 

- Recordar é viver 

- Ouça o que o outro tem a dizer 

- Aceitando o outro


Parte 3 - Sua família e seus filhos 

- O "filho do dia" -  (Fantástica estratégia para quem tem mais de um filh )

- Eduque pelo exemplo

- Dê atenção a seus filhos 

- Escreva cartas de amor para seus filhos 


Minhas impressões pessoais 

Deu para perceber que a obra trás de um tudo um pouco , não é mesmo ? E eu não poderia deixar de dar o meu "pitaco" sobre essa joia. Na minha opinião é um livro de cabeceira. Um manual , como citei no começo. Não tenho nenhuma crítica negativa para fazer sobre ele. Kathryn Sansone, soube compartilhar muito bem suas experiências e dar soluções práticas para resolução de alguns "tropeços"que cometemos na vida.

Espero que tenham gostado da dica de leitura de hoje. Até mais. 

No @Instagram

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Brasil.
Topo